Resumo: A Núbia e o Reino de Kush – 6º ano

A Núbia e o reino de Kush.

 

taharqa

 

A região da Núbia e o Reino de  Kush, atualmente corresponde a região do Sudão.

 01-  Localização geográfica:

Situado no nordeste da África, a Núbia era uma extensa faixa de terra localizada ao sul do Egito, entre a primeira e a sexta catarata do Rio Nilo.  No interior da Núbia floresceu o reino de Kush com suas capitais:  Napata na margem esquerda, e Méroe, na margem direita.

02-  Escrita: Meroíta – ainda não foi decifrada completamente.

03-  Política: O rei detinha um amplo poder e era escolhido dentre os eleitos pelos líderes da comunidade e pela consulta ao deus da cidade.

04-    Economia: 

. Em Napata – a principal atividade econômica era a pecuária ( Criação de cabras, cabritos, cavalos , burros).

. Com a mudança para Meroê, com chuvas mais regulares a agricultura passou a ser uma atividade muito importante. Era cultivado: cereais, algodão, linho, abóbora e frutas: Tâmara e uva.

. Mas a riqueza do Império estava em suas minas de ouro.

. Meroê – Encruzilhada de rotas comerciais  que se dirigiam ao Mar Vermelho, à Etiópia, e outras regiões ao oeste.

05-   Sociedade:

  • Destaque para as Candaces – eram rainhas (mães esposas) que passaram a exercer o poder político, proclamando-se soberanas. Destaque para as Amanirenas- conduziu o exercito kush contra os romanos.

 

Na época do Egito faraônico, a Núbia era uma região que separava esse país da África subsaariana. Atualmente, seu território se encontra dividido entre o Egito e o Sudão.

Núbia é uma antiga região no nordeste da África, situada ao longo do rio Nilo, desde a primeira catarata até as proximidades de Khartum, no atual Sudão. Além do vale do Nilo, incluía as áreas desérticas a leste até o mar Vermelho e a oeste até o deserto da Líbia.

Habitada por povos nilóticos negros, a Núbia constituiu ao longo de milênios um ponto de encontro entre as civilizações egípcias – e, por conseguinte, o mundo mediterrâneo – e os povos negros da África. Cercada, porém, pelo deserto, num trecho mais estreito do vale, jamais apresentou produção agrícola e população comparáveis às do baixo Nilo. Por volta de 3100 a.C., a I dinastia egípcia se apoderou de parte da Núbia, que passou a abastecer o império de ouro, pedras preciosas e diorito. A partir de então, a história da Núbia permaneceu ligada à do Egito, algumas vezes sob o poder dos faraós, outras na forma de um ou vários reinos independentes.

Por volta de 800 a.C., surgiu na região o reino de Kush, cujos governantes adotaram a cultura egípcia. O rei Chabaca conquistou todo o Egito entre 713 e 712 a.C. e transferiu sua capital para Mênfis, onde fundou a XXV dinastia. A invasão assíria separou mais uma vez o Egito da Núbia, que conservou sua independência.

Meroe tornou-se capital do reino de Kush no início do século VI a.C. Durante nove séculos, a Núbia permaneceu isolada até que, no século IV da era cristã, após a destruição de Meroe, os nabateus se estabeleceram na região e, por volta do ano 540, se converteram ao cristianismo. Embora a partir do século VII o país tenha sido obrigado a pagar tributo aos novos governantes muçulmanos do Egito, permaneceu independente e fiel ao cristianismo até o século XIV, quando sucumbiu ante os exércitos mamelucos.

No norte da Núbia existem ruínas de monumentos antigos, alguns dos quais correram o perigo de desaparecer com a construção da represa de Assuã. Uma campanha internacional permitiu salvar os dois templos situados em Abu Simbel, transferidos para outro local nas proximidades.

About these ads

21 pensamentos sobre “Resumo: A Núbia e o Reino de Kush – 6º ano

  1. Cara, me ajudou muito tenho trabalho para entregar amanhã sobre A Núbia e o reino de Kush
    Valeu,muito bom. :)

    • Obriga? Mermo? Ta boa de Português em Heloysa agora vai me dizer que framboesa é com z… kkkkkkkkk Vocês crianças usam muitas palavras erradas e aposto que ficam de RECUPERAÇÃO no primeiro mês de PROVAS OFICIAIS, ñ é mesmo???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s