Vamos montar uma maquete?

Castelo e casa de camponeses

Castelo e casa de camponeses

Olá,

Como prometido, vou postar dicas sobre a elaboração da maquete do feudo.   Mas afinal, o que é um Feudo?

“Feudo é uma terra outorgada (dada por direito) por um rei (suserano) a um senhor
feudal (vassalo), em troca de fidelidade e ajuda militar. Essa prática se desenvolveu
na segunda metade da Idade Média e foi a base da economia europeia medieval.”

Feudo1-1

Bem, em cada feudo havia um castelo que era a residência do senhor(que não necessariamente era feito de pedras, pois fazer algo assim dava muito trabalho, a maioria era feita de madeira, mas bem reforçado com defesas). As terras eram divididas em mansos. O manso senhorial era a terra em que vivia o senhor, o manso servil era o espaço destinado a vida do camponês e seu sustento. Em troca das terras os camponeses tinham de pagar ao senhor, com dinheiro, bens ou serviços prestados. As florestas ainda que fossem também de propriedade do senhor eram um território que guardava uma certa liberdade sendo então chamadas de manso comunais. Havia diferentes formas de cobrar os camponeses: as vezes pagamento em animais (porcos, perus, etc) entregues em certas datas do ano, ou ainda dias de trabalho obrigatório nas terras do senhor (corvéia) e pequenos pagamentos ainda ao se utilizar de espaços pertencentes ao senhor, como por exemplo, o moinho, o ferreiro, etc.

Os camponeses viviam em pequenas aldeias e casas humildes, em alguns casos inúmeras famílias sob um mesmo teto. Estavam sob a autoridade de um senhor e não poderiam deixar o seu lugar sem a autorização dele.Feudo

A aldeia era uma organização diferente da do mundo antigo. No inicio isolada, passou depois a fazer parte do cenário próximo aos castelos.
Na forma de um castelo ou simplesmente de um casarão de pedra, a residência senhorial abrigava o senhor feudal, sua família, seus empregados e encarregados da administração da propriedade. Em épocas de conflito, também servia de quartel para suas tropas. Os senhores mais ricos tinham várias casas espalhadas ao longo das suas terras — alguns chegavam a ter centenas delas.
Tão importantes quanto as terras aráveis eram as campinas, onde pastavam os rebanhos de gado e ovelhas, além dos animais de carga e arado. Essas áreas podiam ser de uso comum, mas os cavalos e rebanhos do senhor feudal eram tratados pelos servos. Como não se produzia feno, muitos rebanhos eram dizimados durante os inversos mais rigorosos.

Abaixo as sugestões do materiais que poderão ser utilizados:

Fazer árvores(bosques)

  • Copa: papel crepom , camurça, ou emborrachado verde.
  • Tronco: Palito de picolé pintado de marrom. Para obter a cor marrom pegue a tinta guache e misture as cores :amarelo,vermelho e o preto
  • Pedacinhos de galho e  esponja verde. Escolha galhinhos de árvore parecidos com pequenas árvores. Use esponja verde recortada para fazer as copas das árvores
  • Copa: Lã de aço pintado com spray verde.
    Tronco: Palito de picolé pintado de marrom.
    Depois é só encaixar a copa no tronco.3

Chão

  • Você pode usar palha picotada para fazer o chão, nos feudos perto do castelo e no povoado não havia mato.
  • Para a grama, use serragem tingida de verde.Utilizando o pigmento marrom você vai ter a terra. Fixe a serragem  com cola
  • Pra faze o chão: Cola pó-de-cerra fino na base, depois que seca é só “bater” em cima  com o pincel encharcado de tinta verde.
  • Cobrir a base de verde  com papel camurça , emborrachado  etc
  • chãos de pedra, você pode fazer com a cartolina cinza cortada na forma de pedras

Rios

  • Recorte um formato de rio no papel celofane e cole no isopor
  • Você  pode fazer “cavando” o isopor e preenchendo com  gel e colocando plástico transparente por cima, fica um aspecto de água bem legal
  • Para fazer um  rio com água de verdade
    basta cavar e colocar cola de isopor no isopor para água vai vazar! 
  • cave o isopor e  pinte com tinta guache azul e branco, em seguida cole plástico transparente. 
  • Pinte de azul  o formato de um rio na base
  • Ou use gel azul

Castelos e igreja

  • O  Castelo pode ser matérias recicláveis como caixinhas,e  rolo de papel higiênico,  toalha.ou alumínio.

Use  caixinhas de pasta de dentes  e os rolos do papel higiênico pra fazer as torres, papelão para as muralhas, palitinhos de picolé para a ponte elevadiça

Encape teu castelo de cartolina cinza  , marrom ou branco e faça as janelas e portas

Faça de cartolina ou de papel laminado, as pontas da torre (os cones) e cole em cima do tubo.

  • você  pode fazer a base de cartolina, tanto para igreja quanto para o castelo, depois revesti-los com palitos de fósforo ou de picolé, depois pintá-los.
  • Use uma tábua, papelão bem grosso ou isopor para a base do castelo. Com caixinhas e  tubos de papelão (os de rolo de papel higiênico e os de guardanapo de papel ) faça a construção. Corte as ameias nos muros  e os vãos das janelas e portas. Você pode cobri-los com papel que imita pedra, pintar, com efeito, pedra ou cobri-los com pedrinhas coladas. Coloque os telhados fazendo um cone com o tubo de papelão, pinte-os ou cole material que o represente. A volta do castelo faça um muro alto. Pode fazer uma ponte de madeira presa com corrente ligando o castelo à terra, passando por cima de água.
  • A igreja você pode usar 1 caixinha, e cartolina amarela e marrom, e em uma das torres ou na frente você deve fazer uma cruz na ponta.

Aldeia

  • Para a aldeia  você pode fazer 4 ou mais casas montando-as de cartolina (quatro paredes de cartolina) ou utilizando caixinhas. Naquela época as casas eram de barro, pedra e madeira, então você pode cobri-las com palitos de picolé ou pintá-las. A cobertura das casas pode ser feita na forma de um cartão coberto de palha colada.
  • Utilizando Caixinhas de fósforos : use a gavetinha onde fica os  palitos para as parede .Aparte  onde se encaixa a gaveta  desmonte retire a parte central e faça a cobertura colando as abas nas laterais da gavetinha.Por fim feche o telhado coleando  uma ponta  na outra .A parte central que foi retirada cole na lateral da caixinha para cobri-la dando o aspecto de madeira.

 

feudo11Bibliografia

ANDERSON, Perry. Passagens da Antiguidade ao Feudalismo. 5a.Ed. São Paulo: Brasiliense, 2004.

FABER, Marcos Emílio Ekman. O Império Carolíngio e a Síntese Feudal.

FABER, Marcos. O Nascimento da Idade Média a partir da Análise Comparativa das Obras: Passagens
da Antiguidade para o Feudalismo e Declínio e Queda do Império Romano. Disponível em:
<http://historialivre.com/revistahistoriador/espum/marcosfaber.pdf&gt;

FRANCO JR, Hilário. A Idade Média: Nascimento do Ocidente. São Paulo: Brasiliense, 2001.

GONZELES, Justo L. A Era das Trevas. São Paulo: Editora Vida Nova, 1981.
História Livre Medieval. Disponível em: <http://www.historialivre.com/medieval&gt;

LE GOFF, Jacques. A Idade Média Explicada aos Meus Filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007.

SALINAS, Samuel Sérgio. Do Feudalismo ao Capitalismo: Transições. 21ª Edição. São Paulo: Editora
Atual, 2010.

About these ads

4 pensamentos sobre “Vamos montar uma maquete?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s